Dezembro 28 2011

Quando me iluminas

Com o teu olhar

O mundo pára

E tudo se agita dentro de mim

 

Fico estática

A imaginar o que poderá ser

O que desejava que acontecesse

O que quero descobrir

 

Na expectativa de mais um olhar

De mais um arrepio

De mais um incomodo saboroso

Que quero que fique para sempre

Enquanto durar

 

Quero estar longe

Para puder reviver sozinha

A tua falta, os teus olhos

O quanto me atordoas

 

Anseio por um sinal

Com vontade esbaforida

Por mais uma mensagem

Por palavras que quero ler

Por emoções que quero sentir

Por tudo o que me dás

Sem te pedir

 

Será ilusão?

Será esperança?

Não sei, mas gosto do que me dedicas

Do que estou a redescobrir

Contigo, comigo, connosco

Aqui, ontem e hoje

Neste tempo onde não julgava ser meu

E onde paro no teu olhar

publicado por bailys às 21:42

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO