Dezembro 14 2011

Pedaços de alma

Eternos, renovados

Buracos por desfiar

 

Encontros superados

Desejos desmontados

Imagens por criar

 

Cópias transladadas

Novelos por desvendar

Segredos partilhados

Gostos por revelar

 

Procuras incessantes

Partidas constantes

Sem nunca navegar

 

Pedaços, bocados, nacos

Distantes, repartidos, fragmentados

Que já consegui defrontar

 

E que sempre que evoco

Me fazem recordar

 

Que a maior perfeição da vida

Não está no querer chegar

Mas saber gozar a viagem

Enquanto esta durar

 

publicado por bailys às 11:15

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO